quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Feliz Ano Novo!


Um Feliz 2008 para todos os amantes de São José da Laje.

Baixem este maravilhoso papel de parede.

domingo, 16 de dezembro de 2007

Laje Carece de Educação Para o Trânsito

A nossa pequena São José da Laje, com apenas 22.282 habitantes (Censo 2007) urge de um trabalho intensivo de educação para o trânsito. Todos os dias centenas de pessoas circulam pelas ruas da cidade, que estão estreitas para tantos carros, motos e bicicletas, na iminência de um acidente para tirar nossa paz de cidade pequena e a falta de educação no trânsito aparece a todo instante.


Somente neste trimestre já aconteceram 7 acidentes de trânsito em São José da Laje e proximidades, envolvendo cidadãos lajenses e das cidades circunvizinhas. Foram 3 atropelamentos, 1 virada e 3 colisões, deixando um saldo de 8 mortos e 1 ferido. Destes, 5aconteceram na BR 104, as colisões, a virada e os atropelamentos acontecidos na BR 104 poderiam ter sido evitadas se acaso a rodovia fosse bem sinalizada (em trechos de maior tráfego de pessoas) e se os condutores tivessem sido mais prudentes, praticando a Direção Defensiva. Quanto aos atropelamentos faltaram o cuidado de se andar em vias federais, uma senhora adulta e uma criança foram vítimas deste tipo de acidente.

Nossa pequena estatística têm alarmado os moradores das cidades vizinhas, que espantados já pensam em "exorcizar" a BR 104.
Mas o perigo também está na cidade. No início do mês um jovem, bêbado, foi atropelado por um ônibus dirigido pelo motorista conhecido por "Sete Pernas", no cruzamento perigozíssimo da Av. José Paulo Tenório com a Praça João Pessoa (Praça das Caravans). Segundo boatos o jovem pedestre estava totalmente bêbado e caiu da calçada justamente quando o ônibus fazia a curva e teve sua cabeça esmagada pelos pneus traseiros do veículo, seus miolos ficaram expostos por horas na via pública.

Justamente nas ruas da Laje pedestres e condutores são agentes de um trânsito desorganizado, com freadas bruscas e buzinadas a toda hora. As calçadas quando não estão impedidas por construções irregulares ou entulho (que a Secretaria de Obras não vê), simplesmente não são usadas pelos pedestres. Parece que andar no passeio público é coisa de otário.
Algumas vezes os veículos precisam buzinar diversas vezes para fazer os pedestres voltarem-se para as calçadas, outras ainda são xingados com a célebre frase: "Passa por cima!"
Os órgãos que regulam este tipo de coisa só servem para arranjar votos e empregos, ou então para investirem alguns funcionários públicos de poderes que só existem em sua cabeça, porque não sei se por pura imprudência, imperícia ou simplesmente desleixo, não cumprem seu papel institucional, havendo um desvio de sua finalidade.
Temos uma rádio comunitária que não é nada comunitária. Atua como rádio comercial com músicas o dia inteiro, espalhando comerciais durante toda sua programação e informação copiada a maneira das demais rádios comerciais do Estado. Será que a rádio comunitária cumpre seu papel legal? Ou somente quer competir com AG FM, Serrana FM, Farol Sat e outras? Isso é um assunto de outra postagem...
Por tanto solicito que os leitores deste blog cliquem no banner acima, retirado do site do Ministérios das Cidades e vejam um pouco de educação para o trânsito. Cliquem, vcs vão gostar.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

O que queres tu de mim?

Vc se lembra da música antiga, cantada por Altemar Dutra e Waldick Soriano, dentre outros, que interrogava "Que queres tu de mim?", agora nosso povo pergunta aos nobres vereadores lajenses: "Que queres vós de nós?".
As pessoas não imaginam quão lucrativo é assumir um cargo eletivo, e pensam alguns ingênuos que estão dando uma ajuda a "fulano" ou a "sicrano", quando na verdade estão lhes dando poder para saquearem os cofres públicos, garantindo emprego para toda sua família e fechando as oportunidades de emprego para as outras famílias.
Pregam que são bons moços mas na verdade querem ver "o lajense" na miséria, chorando por um prato de comida, por um copo d'agua, e até por um "exame de fezes".
A comida que se vende nas ruas da Laje, os lanches, são jogados as moscas, a saúde pública não vê isso, mas cobra e recebe para colocar aquela plaquinha que diz: "A vigilância sanitária esteve aqui".
Nos supermercados, carnes, peixes, frios são vendidos misturados, como se fossem uma só espécie de produto. Mas os microbiologistas sabem que cada um desses têm suas próprias especificidades, suas próprias bactérias...
O transporte de estudantes para a capital alagoana é feito numa das piores formas: um ônibus pé duro, que se não fosse a perícia do motorista já teria causado acidentes sérios. E ninguém, nenhum vereador, nem da oposição ou da situação, diz nada sobre o assunto, nenhuma interpelação, nenhuma ação para ajudar a prefeitura municipal ou a secretaria municipal de educação rever essa atitude.
Nossa Laje um dia voltará a ser a Princesa das Fronteiras, mas não será por causa deste ou daquele, ou dos governos que virão, tem que partir de nós. Passarmos a exigir um transporte de melhor qualidade, uma regulação pública efetiva das práticas comerciais. Não há culpa neste ou em qualquer outro governo, há sim uma inércia nossa, uma babaquice sem medida que nos faz tão "bestializados" quanto os brasileiros nos primórdios da República!
Estudantes, Comerciantes, Funcionários, Públicos, Lajenses Ausentes e Presentes, precisamos reagir!
Atenção: o autor deste texto não é candidato a nada nas próximas eleições municipais, acredita que aqueles que desejam modificar a realidade dos outros (e não a deles e de seus familiares somente) devem começar com as armas que têm, sendo éticos e tomando iniciativas próprias ou em conjunto.

domingo, 9 de dezembro de 2007

Caras e Coroas!!!

O povo lajense anda meio desconfiado daquele rapaz que de repente começo a apertar a mão de todo mundo que vê? E daquela moça posuda que anda sorridente perguntando pela família de todo mundo, querendo saber dos patos, do gato que a gente tem em casa...

Por que essa gente boa não floresce a cada decisão que toma, somente agora a menos de 1 ano das eleições começamos a ver tanta gente disposta a nos dar um sorriso! Como diria o palhaço Bozo: "Que peninha!"
Com a filiação de um número expressivo de pessoas alguns partidos instituídos na Laje já deram a entender quem serão seus candidatos, ou ao menos esses candidatáveis já se fizeram entender que são candidatos.
Daí surgem indivíduos fanfarrões e outros mais sisudos, e diga-se de passagem, sisudas também, com os mais variados cumprimentos que se pode ter idéia.
Tem gente que deixou até de andar de carro, agora só anda a pé pra poder apertar a mão de todo mundo que encontra pela rua.
Já decorei o roteiro de uma nobre senhora candidatável que passa pela minha casa e cumprimenta meu vizinho sempre com as mesmas perguntas: "Como vai a família? Como o senhor está?"...
E quando vou ao trabalho tem sempre uma outra senhora que pergunta até pelos gatos que um colega de trabalho cria em casa... Essa mesma gente ignorava os dois personagens citados uns 4 meses atrás.
Porque as pessoas têm que parecer mais falsas do que são para galgar um cargo eletivo (vereador e prefeito)?
Não seria mais fácil tomar atitudes éticas em relação a vida, a sociedade... Não seria melhor pra todos se todos que dependessem de nossas ações fossem bem assistidos, se não fizéssemos politicagem ao desempenhar nossas funções públicas?
Será que existe uma alternativa ante a cara e a coroa que nos mostram os políticos que surgem nesta terra?

quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

Meu Projeto de Férias...


Em 2007 gozei as minhas primeiras férias laborais da vida. Fui a Salvador com a família rever uns parentes e alguns lugares que eles não vão esquecer tão cedo... Para o ano de 2008 meu intinerário será outro, passarei as férias na Laje, e viajarei por todas as brenhas, sítios, fazendas, povoados, rios e riachos que ouvi dizer que existem durante minha infância nas conversas longas com meu avô. Será uma busca por descobrir na nossa cidade cenas bonitas para meu novo projeto "Laje In Foco", uma exposição fotográfica dos cantos mais distantes e bonitos de São José da Laje. E minhas férias serão usadas para realizar este projeto. Usando uma máquina digital sem muitos apetrechos eu conseguirei e alicerçado nos conhecimentos fotográficos adquiridos nos cursos de Fotografia do Instituto Denver e Curso Multimídia de Fotografia da National Geographic.
Mas vou dar uma canja: após horas de tentativa e de acertos de hora, passando de 10 em 10 minutos do ponto estratégico consegui esta foto, ainda não tá perfeita, mas em breve conseguirei uma melhor...

O que é Taturana?

Agora com essa fama da polícia federal caçar anjos pela terra, e aqui em Alagoas esta busca têm-se tornado rotineira, surge a necessidade de explicarmos, vez por outra, o signifcado das palavras com as quais são batizadas as tais operações.

Não farei nenhum comentário acerca desses anjos, uma vez que a imprensa comercial já dispôs muitas informações para se entender o caso, ademais, cabe a justiça apurar e julgar os fatos, cabe a nós eleitores somente votar bem nas eleições.

Afinal todo mundo reclama dos políticos que temos mas eles não vão pra lá sozinhos... Nós somos os culpados!

Taturana ou tatarana (do tupi Semelhante ao fogo, parecido à Xana) é o estado larvar (lagarta) das Mariposas (Brasil) ou traças (Europa) do género Lonomia e outras. Estas lagartas têm pilosidades e são potencialmente perigosas. Há algumas espécies com venenos poderosos, como a Lonomia obliqua, denominadas "taturanas assassinas", que podem provocar hemorragia, insuficiência renal e até levar à morte. Nos Estados do sul do Brasil chegaram a ocorrer mais de mil casos de acidentes com lagartas do gênero Lonomia, vários destes resultando em morte. Pesquisas da ESALQ indicam que a proliferação destas deve-se ao fato de vários predadores naturais (contra os quais, curiosamente, os pêlos não são defesa) terem desaparecido com a devastação do ambiente natural. Desta forma, as taturanas, que antes alimentavam-se das folhas da aroeira e do cedro, passaram a alimentar-se das folhas de árvores dos pomares, diminuindo assim a distância do habitat humano e aumentando a incidência de acidentes.


Predadores naturais


A pesquisa da USP descobriu que o principal predador da Lonomia obliqua é uma mosca da família Tachinidae, que deposita cinco ou seis ovos na taturana. Ao nascerem as larvas alimentam-se de seu corpo. Uma vespa da família Ichneumonidae faz o mesmo, embora deposite apenas um ovo. O vírus loobMNPV é nocivo apenas para a Lonomia obliqua, que fica com movimentos lentos e aparência amarelada. Um verme da família Mermitidae também foi identificado como predador, além de um percevejo da família Pentatomidae que consegue sugar os fluidos da lagarta.
Não foi identificado nenhuma ave ou mamífero que agisse como inimigo natural, o que justificaria a existência dos pêlos venenosos.
O único remédio eficiente para acidentes com a Lonomia é o Antilonômico, feito a partir das cerdas pelo Instituto Butantan.
Vc já viu alguma TATURANA? Conhece essas aí? Então veja algumas comuns aqui na zona rual de São José da Laje.

domingo, 2 de dezembro de 2007

Fundo do governo vai destinar R$ 1 bi para moradia de baixa renda

Ministério das Cidades vai divulgar esta semana balanço dos pedidos de estados e municípios que querem utilizar recursos do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (FNHIS) no ano que vem.

O ministério deve destinar R$ 1 bilhão à construção de moradias de baixo custo, urbanização de assentamentos precários nas regiões metropolitanas e aquisição de lotes. O valor é praticamente o mesmo contratado pelo FNHIS este ano, no total de R$ 999,7 milhões. De acordo com o ministério, foram atendidas 120 mil famílias de 1.188 municípios do país.De acordo com números divulgados pela Secretaria de Habitação da Pasta, R$ 650 milhões foram empregados na urbanização de 146 assentamentos precários, R$ 304,4 milhões foram para construção e aquisição de lotes, R$ 35,6 milhões gastos na elaboração de planos habitacionais pelos municípios e R$ 9,7 milhões na contratação de assistência técnica.A divisão dos recursos do FNHIS para 2008 prevê menos dinheiro para urbanização e aumento da cota para obras de construção. Os projetos para urbanização de favelas podem usar até R$ 400 milhões, enquanto R$ 450 milhões serão destinados à construção de moradias para famílias de baixa renda. O programa destina ainda R$ 100 milhões para projetos de associações e entidades sem fins lucrativos, R$ 30 milhões para a elaboração de planos habitacionais e R$ 20 milhões para assistência técnica.O Ministério das Cidades destina à região Sudeste mais da metade dos recursos para urbanização de favelas, equivalente a 56,09% do total, enquanto o Nordeste fica com 23,5%, o Norte com 10,34%, a Região Sul com 8,28% e o Centro-Oeste com 1,78%. No que se refere à verba para moradia (36,68% do total), os estados do Sudeste também devem ter a maior fatia dos recursos, seguida pelo Nordeste com 34,71%. Com menores participações vêm o Sul, com 11,06%, o Norte, com 10,76%, e o Centro-Oeste, com 6,79%.Criado em junho de 2005, depois de 13 anos de tramitação no Congresso Nacional, o FNHIS entrou efetivamente em operação em 2006, quando foram contratados R$ 44,9 milhões para a construção de habitações e R$ 66,2 milhões para a urbanização de favelas. Todos com prazo de conclusão em até 24 meses; período durante o qual os recursos são repassados à medida em que as obras são executadas, conforme atestado da Caixa Econômica Federal, que opera o programa.O fundo tem o objetivo de viabilizar habitação digna para as populações de baixa renda, e integra as políticas habitacionais federal, dos estados, municípios e do Distrito Federal. Para isso, recebe recursos do Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Social (FAS), dotações orçamentárias e doações de pessoas físicas e de organismos internacionais de cooperação, dentre outros.
Funciona, também, como base de sustentação do Sistema Nacional de Habitação de Interesse Social (SNHIS), que, por sua vez, recebe recursos do Fundo de Apoio ao Trabalhador (FAT) e do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Timão na Segundona!


Num jogo penoso o Grêmio consegue selar o destino do Corinthians Paulista ao empatar em 1x1 e o Timão está na segundona do Campeonato Brasileiro de 2008.

Apesar das previsões estatísticas apontarem para esse fim trágico ninguém acreditava, ou queria acreditar nesta possibilidade. Um time com quase 100 anos na elite do futebol brasileiro vai disputar a segundona do campeonato brasileiro e quem sabe não veremos no Rei Pelé o jogaço CRB X Corinthians?

Não sou nenhuma autoridade no assunto, mas como leigo no futebol acredito que isso foi um marco!

No Grêmio, o começo fulminante - 1 a 0 com gol de logo a um minuto de jogo, com Jonas, de cabeça, aproveitando o cruzamento de Bustos em cobrança de falta - deixava claro que o time gaúcho tinha melhor condição técnica. Mas, quem pensava que a ducha fria corintiana seria esse gol, se enganou. A equipe cresceu quando o Internacional fez 1 a 0 em Goiânia.

Foi quando o Goiás marcou que o time se incomodou? Não, porque o sofrimento foi breve: o time conseguiu empatar com Clodoaldo, aos 30 minutos, se jogando na bola cruzada por Carlos Alberto pela direita - lançada por Vampeta -, desviando de pé esquerdo antes de Patrício. Mas os quatro volantes do meio-campo não serviam para garantir pressão ofensiva.

Quando saiu o segundo gol do Goiás, de pênalti - após duas cobranças que voltaram - o time corintiano aí sim desanimou. E a falta de força ofensiva pesou. Não conseguiu criar chance de gol e não o fez. Com o empate, resta pensar na volta à divisão principal no ano que vem.

Após o fim do jogo, milhares de torcedores que lotavam o estádio foram às lágrimas.

Veja matéria completa no site da Oi clicando aqui!
Fonte: Agência Estado

quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Terminaram as Obras na Igreja Matriz de São José

São José da Laje já pode exibir o mais belo templo católico moderno do interior alagoano.

Depois de quase 4 meses de esforço da comunidade católica lajense e do Pe. Antonio Alexandre, finalmente foram concluída as obras de recuperação da faixada externas e internas, bem como do assoalho superior da Igreja Matriz de São José.
Ainda faltam a recuperação dos vitrais e do relógio do templo.
Para sabermos mais detalhes nos próximos dias estaremos publicando uma entrevista com o Pe. Alexandre a ser marcada na próxima semana.
Por enquanto veja como ficou a Igreja Matriz nesta linda foto:
b
b


terça-feira, 13 de novembro de 2007

Lajenses de Destaque!

Andando pela Net podemos encontrar muita coisa, veja a pequena biografia desses dois lajenses:

Um desses é o Agnaldo Cardoso, autor do romance espírita Oásis Sertanejo, publicado em 2003 pela Petit Editora, é advogado, militar do Exército, hoje na reserva, natural de São José da Laje, Alagoas. Reside em Olinda, Pernambuco, com a esposa e duas filhas. Palestrante espírita requisitado na região, é colaborador do Neam – Núcleo Espírita Aristides Monteiro, onde também dirige as sessões de desobsessão, trabalho de assistência espiritual ao qual se dedica com empenho. Mais informações sobre ele e sua visão sobre sua religião clique aqui.

Outra recém encontrada também nessa área de domínio da arte de escrever é a Dorothy de Brito Steil, autora de diversos contos e poesias e que mantém um site no ar com algumas de suas poesias e contos brilhantes, que nos fazem lembrar coisas tolas porém inesquecíveis comuns às nossas criancices... Confiram clicando aqui.

Em breve adiciono mais informações sobe Lajenses Brilhantes...

Esta nossa Laje tem que voltar a ser A Princesa das Fronteiras!


Um Lajense Saudoso

Passeando pela Net encontrei um blog de um filho de nossa terra, o Daslan, nascido na Laje e radicado em Timbaúba, Pernambuco. Na postagem Um dia de Finados nos Anos 60 ele fala de um dia de peraltice quando criança em nossa cidade, citando sua amizade, ainda criança, com uma das filhas do nosso Drº Amaury, o único dentista acessível aos pobres nos anos 80 e ainda hoje vivo na nossa querida Laje, não deixem de visitar o blog Passarela Cultural.

segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Mais uma em Alagoas: Operação Carranca

Polícia Federal prende mais homens de bem em Alagoas: ex-prefeitos, vereadores e assessores, gente de primeira linha...

Parece brincadeira, mas agora mudaram o estilo das visitas da Polícia Federal em Alagoas: Operação Carranca. Sugiro que leiam www.gazetaweb.com e www.alagoas24horas.com.br porque aqui estou sem comentários.

Veja a charge que o pessoal do site Charges.com.br fizeram pra momentos como este.

domingo, 11 de novembro de 2007

Arrumações na Briga Pelo Poder Lajense...

O Tucanado lajense firma acordo político com o prefeito Neno e reforça por tabela a posição oposicionista do PT lajense. Relances da dinâmica política na nossa futura Princesa das Fronteiras!

O PSDB, partido do governador Téo Vilela, imerso na maior crise administrativa do Estado de Alagoas, desde 1997 ( Á Época do Suruagy), aliou-se ao governo municipal para a disputa no pleito do próximo ano. Certamente, quem vivenciou a movimentação política na última eleição em 2006, esperava por essa aliança, que se consolidou com a posse do filho do presidente do partido Engenheiro Marivaldo Coutinho, nosso amigo Kiko, na Secretaria Municipal de Agricultura. O PSDB também é o partido do vereador Edson Santos. Infelizmente, PT e PSDB na Laje, historicamente são inexpressivos em número de votos. O PT ainda elegeu Gilson Brito e o PSDB numca chegou nem perto disso.
Enquanto isso o PT do nosso presidente Lula, não decidiu ainda a quem apóiar, claramente. Na última reunião onde estiveram presentes o deputado estadual Paulão e o senhor Ricardo Valença (ex-superintendente da FUNASA), a pauta foi a eleição dos presidentes dos diretórios. Apesar do caráter eleitoral da reunião do Partido dos Trabalhadores, ficou evidente a aversão do apoio petista a recondução do prefeito Neno a Prefeitura Municipal.

No entanto o PT da Laje também tem suas inconsistências. O único vereador pelo partido Gilson Brito, nas últimas eleições esqueceu-se dos deputados petistas e pediu votos para Chico Tenório e Luís Pedro. (Isso é coisa de petista?) Lá estava ele, sem dar uma palavra, e o Ricardo Valença citando seu erro e agora anunciando sua reabilitação. Na verdade tá na cara que o o vereador aguarda no PT a chance de reeleição, caso não haja um candidato mais forte dentro do partido. O Drº Neto seria nesse caso uma ameaça, já que filiado ao PT, sempre bem votado, com serviços prestados na sociedade lajense, sua candidatura a vereador seria vitoriosa, levando consigo os votos da legenda petista. Gilson Brito enfrentaria duas eleições: dentro do partido e fora dele. Mas desses candidatos, qual deles tem perfil de petista? É exatamente esta falta de perfil do vereador Gilson Brito que tem feito os filiados ao PT calarem-se nas reuniões e comentarem nas conversas informais suas reais intenções. O PT tem excelentes filiados "candidatáveis" mas estes não têm mandato e nem recursos pra tocar uma campanha vitoriosa.
Só pra lembrar, os mesmos PT e PSDB na Laje, estiveram juntos nas últimas eleições municipais, apoiando o então candidato Dudui, da coligação O Futuro é Agora, formando o grupão com os partidos PP / PSL / PL / PSB . Por isso a relevância desta postagem no Blog Antonio Neto Século XXI.
Este mês marcou o regresso da senhora Carly Valença, irmã do vereador Henrique Valença, ao cenário político lajense, ela é a nova secretária de Assistência Social. Mais carismática do que qualquer outra mulher no governo municipal, foi uma importante junção ao governo Neno. Tomara que hajam ações sociais mais importantes e menos eleitoreiras...
Viva a Laje, um dia A Princesa das Fronteiras novamente!




sábado, 3 de novembro de 2007

A Verdadeira Briga Pelo Poder Lajense!


Eleições 2008 agitam cenário político lajense...

Ainda faltam 11 meses para as eleições municipais e São José da Laje vive em polvorosa os rumores que saem dos bastidores da política lajense, vereadores compram-se e vendem-se na situação ou na oposição, é a dinâmica da políticagem. Partidos apostam em cidadãos das mais variadas parcelas da sociedade, sem importância alguma os seus atos e fatos, (é uma redenção), o que importa apenas é que eles sejam elegíveis, (todo cidadão, geralmente é) mas aqui o termo "elegível" quer dizer mesmo - que possam realmente vencer nas eleições vindouras...
Cada dia que passa tenho mais certeza que a sociedade lajense tem que se organizar e atuar no campo social através de ongs, porque os nossos partidos locais têm seguido a risca a idéias - e não as ideologias - dos seus diretórios nacionais.
Tem gente se aliando com tudo quanto é gente pra governar os mais de R$ 16 milhões da receita orçamentária lajense - e o povo acreditando que é tudo pelo social. Não importa neste momento a índole de ninguém, o que importa é se eles dão voto ou não. Todo homem e toda mulher na Laje (e por todo o país) tem um único valor: votos!
Já existe gente de cara amarrada e gananciosa dando uma de ovelhinha desgarrada e sorridente. Esta semana um desses malucos passou pela rua tão interessado em dar tchau e sorrisos que pôs em risco a segurança dos pedestres - Vamos prestar atenção!
Os "militantes" dos partidos que neste momento fazem oposição (sim agora a Laje tem oposição!) ao prefeito distribuem um adesivo com as inscrições "Tem Que Ser Bom", pela cidade. O que será que quer dizer isso? É uma afirmação de que pra vencer o atual prefeito "tem que ser bom" de urna ou uma provocação dizendo que pra vencê-los o prefeito é que "tem que ser bom"?
Sinto muito, mas se esse pessoal todo usasse todo esse marketing pra divulgar boas idéias e praticando-as mudasse a realidade dos lajenses, desse mais oportunidades aos jovens e ao velhos mais prazer de viver, ah seríamos realmente "A Princesa das Fronteiras", no entanto... Sabemos o que temos!
Mas eu sei o que os move: Uma receita de mais de R$ 16 milhões.

segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Mudanças na Paisagem Urbana Lajense

Prefeito Paulo Roberto (Neno) radicaliza, derruba árvores, derruba construções tradicionais e revitaliza a Avenida Arlinda Véras, constrói uma praça de multieventos e agrada os amantes da noite lajense.


Apesar das críticas o projeto de urbanização foi bem sucedido, foram demolidos o bar Beira Rio, o bar do Nelson Braz e a lanchonete do Anatole, restando o Castelinho e uma paisagem mais livre na avenida Arlinda Véras.



Criticado por boa parte da sociedade lajense o prefeito Paulo Roberto (Neno) muda radicalmente a paisagem urbana de São José da Laje. Alguns dizem que o prefeito é vítima de um trauma proveniente "da outra vida" na qual certamente morreu enforcado numa árvore, devido a seu gosto por derrubar árvores. O fato é que foram derrubadas árvores tradicionais, de mais de 20 anos de existência na avenida Arlinda Véras, aí incluem-se as nogueiras e o imenso mulungú, outrora símbolo da Laje, restando apenas os "oitizeiros" sob os quais foram implantados brinquedos, formando um parquinho para a criançada.

Atualmente a praça não é somente frequüentada por aqueles que querem tomar uma cerveja e ouvir música de barzinho, as famílias voltaram a praça, como faziam antigamente, quando as pessoas tinham opções de lazer mais voltadas para o convívio social. Sábado passado houve uma aula da escola bíblica da Igreja Evangélica Batista Filadelfia na praça.




Este blog do Antonio Neto Século XXI visa expor a opinião deste lajense sobre os fatos que acontecem na cidade, e sem querer me ater aos casos apontados pela oposição ou pela situação, as quais estão mais fortes agora (devido as proximidades das eleições municipais), neste caso, da praça, não acho que o prefeito sofra de um trauma originado de outra vida mas suponho que deveria ter sido melhor aproveitado um projeto de urbanização que aproveitasse boa parte das árvores que ali existiam, já que eram muitas, escondendo facilmente entre elas qualquer pessoa mau intencionada. Deveria ter sido preservado o mulungu, enorme que lá havia (se fosse possível). Mas a administração municipal está de parabéns, a praça deixou de ser um lugar de poucos (os que frequentavam os bares) para voltar a ser de todos (eles e a maioria dos lajenses). Nas noites quentes da Laje tem um refúgio para aproveitarem os ventos frios da época.




terça-feira, 9 de outubro de 2007

Igreja Matriz de São José em Obras.

Depois de mais de 2 anos de esforços do padre Antonio Alexandre a reforma da Igreja Matriz de São José foi iniciada. Estão sendo feitos reparos na faixada externa e interna, além da pintura necessária. A mais de 2 anos o padre Alexandre vem juntamente com a comunidade católica lajense, angariando fundos para a empreitada que promete entrar para a História como uma das mais profundas que São José da Laje já viu no templo católico. A Igreja vista na foto acima teve suas obras iniciadas em 1922 pelo coronel Carlos Lyra, proprietário da Usina Serra Grande, com sua morte em 1927 teve suas obras paralizadas, mas a viúva e seus filhos retomaram-na e a concluíram em 1929. O estilo de sua arquitetura põe o templo católico como um dos mais belos do interior alagoano, e no topo dos templos contemporâneos no país.
Esta reforma veio em tempo oportuno uma vez que toda a avenida Arlinda Véras está sendo reconstruída, com os bares (do Nelso Braz e do Pelé e a pastelaria do Anatole) tendo sido demolidas e um novo projeto urbanístico sendo implantado, está sendo construída a praça de Multieventos Reginaldo Batista (onde antes haviam as quadras de esporte), obras estas a serem inauguradas no próximo dia 12.
Confira abaixo um resumo da história da igreja católica em São José da Laje, disponível na monografia de conclusão do curso de Licenciatura em História: São José da Laje: Revivendo Memórias da Enchente de Março de 1969, que pode ser baixado gratuitamente clicando aqui.
"Entre 1820 e 1829 foi erguida por José Vicente de Lima uma capela em invocação a São José. No ano de 1893 foi firmado um convênio com a Diocese de Maceió, pelo qual a paróquia de São José da Laje ficaria sob administração de padres do Sagrado Coração de Jesus (SCJ) por um período de 100 anos. A razão para esse acordo não pude apurar, mas pude confirmar como testemunha que foi cumprido, quando em 1993 os Padres Marcos e João (SCJ) passaram a administração paroquial para a Diocese de Maceió (...)
Pontes (1980) nos diz que a capelinha construída por José Vicente de Lima teve um primeiro período de 55 anos como capela, depois experimentou mais 55 anos como matriz. De 1929 a 1969, portanto 40 anos depois, voltou a ser capela porque a Igreja de São Carlos (este seria o nome da igreja construída pelo coronel Carlos Lyra) teve sua construção acabada e a sede da paróquia foi transferida para a nova Igreja, assumindo esta a condição de Matriz de São José."

sábado, 8 de setembro de 2007

Abertas Inscrições Para Vestibular UFAL 2008




Quem poderia imaginar que a Universidade Federal de Alagoas pudesse oferecer quase 4000 vagas para seu novo processo seletivo? O temido vestibular da Ufal, este ano com vagas em 2 campus, Maceió e Arapiraca vem recheado de novidades. A mais comentada é o fim da 2ª fase, agora quem participar do PSS UFAL terá provas no dia 16, 17, 18 e 19 de Dezembro e não vai mais precisar esperar tanto pra saber o resultado nem ficar estressado pela iminência da segundona, será automático: passou tá dentro! Se vc tiver fólego pra encarar o maior vestibular de Alagoas deve se preparar resolvendo muitos exercícios, pois o fim da segundona trouxe algumas questões abertas já pra primeira fase, então prepare-se. Depois é só raspar o cabelo e comemorar porque, sem desmerecer, UFAL é UFAL, e não tem outra igual em Alagoas.
As inscrições serão realizadas exclusivamente pelas escolas e cursinhos dos dias 10/09 a 10/10 e para todos que não estão cursando dos dias 18/10 a 06/11, somente pela internet no site www.copeve.ufal.br.

Arquivos: Edital PSS 2008
Provas Antigas


segunda-feira, 27 de agosto de 2007

II Festival de inverno de Ibateguara terá atrações musicais de nome nacional


Ibateguara promove o 2º IbaFrio


Grandes bandas de expressão nacional, a exemplo da Calypso, Saia Rodada, Araketu, Harmonia do Samba, Baby Som, Limão com Mel, estarão na cidade de Ibateguara, a 111 Km de Maceió, entre os dias 6 e 9 de setembro, por ocasião do 2º Festival de Inverno, promoção da prefeitura do município e apoiado pela Secretaria de Estado do Turismo - Setur.

O evento faz parte do 2º Ibafrio – um circuito turístico e cultural - que acontece de 30 de junho a 30 de novembro, com cinco atividades diferentes, divididas em etapas por modalidades, incluindo exibições de filmes nacionais, em praça pública, exposição fotográfica com o tema “Ibateguara de Corpo e Alma”, oficinas de fotografia, que contempla os alunos da rede pública municipal de ensino.

Constam, ainda, mostra de artesanato local, com destaque para peças confeccionadas à base de palha da taboa, shows com artistas da terra, apresentações folclóricas e de grupos teatrais, música eletrônica a cargo de conceituados DJs, cavalgadas, ciclismo, esportes radicais, clube do jipe, ecoturismo, exposição de carros, motos e equipamentos agrícolas e, uma atração à parte, a saborosa gastronomia local.

Programação

O 2º Festival de Inverno de Ibateguara tem como atrações, na abertura, dia 6 de setembro, Saia Rodada, Baby Som, Bora-Bora, Banda Badang. Continuando, no dia 7, Sirano e Sirino, Limão com Mel, Pega Leve, Grupo Idem. Prosseguindo, no dia 8, Calypso, Harmonia do Samba, Oi Nóis Aí, Bom de Bambas. Para finalizar, no domingo, dia 9, Araketu, Kayanaê, Mô fio, Affarra.

Infra-estrutura

O 2º Ibafrio conta com toda infra-estrutura: dois grandes palcos, interligados, com corredores, camarim, banheiros químicos, fechamento e segurança; iluminação profissional com efeitos especiais, duas house mix, dois geradores de 180 KVA cada, camarote especial para convidados, encarpetado, com capacidade para até 500 pessoas por dia, com cinco banheiros químicos, open bar com serviço de buffet e segurança, trinta tendas medindo 36 metros quadrados cada, trinta banheiros químicos.

Constam, ainda, dois canhões de luz, seis balões de hélio com a propaganda da Prefeitura Municipal de Ibateguara, cinqüenta barracas padronizadas, que comercializarão comida, bebidas, doces, artesanato etc; posto médico, com equipe de plantão, posto policial, duas ambulâncias, posto de informações turísticas, equipe com vinte seguranças.

Promovido pela Prefeitura Municipal de Ibateguara, o 2º Ibafrio está orçado em R$ 713 mil, recursos esses provenientes do Ministério do Turismo, de acordo com publicação do Diário Oficial do Estado.

Concurso Público em São José da Laje


Rolam boatos pela cidade de que a prefeitura municipal prepara um edital visando preencher vagas na administração pública local, e que as vagas estão mais concentradas no cargo de auxiliar de serviços gerais. Esta informação depreende-se dos resultados do último concurso, em 2001, na administração Luiz Daniel, quando foram oferecidas 65 vagas para. Naquela oportunidade muitas pessoas foram aprovadas e nomeadas, recusaram-se a trabalhar conforme as especificações do cargo, e a administração sufocada pela influência política desde 2001 não consegue preencher estas vagas com funcionários do seu quadro efetivo, havendo contratações temporárias nos governos que se sucederam.

Sendo assim já existem cursos preparatórios para este e outros concursos funcionando na cidade.
As dicas de Antonio Neto, concurseiro e Professor de História pela UFAL, aprovado em 10º lugar para Digitador no concurso da Prefeitura Municipal de São José da Laje/AL em 2001, 127º na Polícia Civil do Estado da Paraíba, para o cargo de Escrivão Policial, e 108º no Banco do Brasil 2003 (estes últimos sendo nomeado dia 14 de abril de 2005 e 22 de abril de 2005 respectivamente) e ainda 47º colocado para o cargo de Analista Administrativo do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, Rio Branco Acre em 2006, são:

1. Estude por tópicos.

2. Cada tópico deve ser seguido por uma bateria de exercícios.

3. Estude sempre Matemática, Português e Conhecimentos Gerais (para qualquer cargo).

4. Conhecimentos gerais incluem (História, Geografia, Política e Economia do Brasil, com foco em São José da Laje e Alagoas).
5. Começe a estudar já.

6. Não estude pra passar, estude até passar!

7. Focalize as disciplinas onde vc tem mais dificuldade.

Agora, se vcs quiserem notícias e apostilas para este e outros concursos, façam o pedido deixando um comentário nesta postagem e enviando um e-mail para netohis@hotmail.com, ficarei feliz em responder suas solicitações.

Existirão vagas para vários cargos em toda a administração pública municipal mas pra ter um lugar no pódio vc tem que começar a estudar agora!


domingo, 5 de agosto de 2007

Renan e Roriz, os Reis do Gado

A galera do Charges.com só bota pra arrazar nesta dupla de bandidos da mais alta classe no nosso país. Um tem mais gado do que o que pode dizer o outro tem mais pensão a pagar do que o que "ganha" pra viver. Só podia ser a dupla Já Fui e Num Vô!
Caros lajenses é hora de aprendermos e não votarmos em gente assim...
E até mesmo os conselhos do amigo ACM não lhe foram úteis... Pobre Renan, tão perdido em meio aos bois...


sábado, 4 de agosto de 2007

Sobre as Caixas Pretas dos Aviões

Vejam este brilhante post retirado do Blog do Teatcher sobre as caixas pretas dos aviões.


De que é feito a caixa-preta dos aviões?
Primeiramente a caixa não é preta, mas laranja - uma cor berrante que facilita sua localização em meio aos destroços, não importa onde a aeronave tenha caído.

São capazes de suportar uma aceleração de 33 km/s², uma impacto de 3.400G (1G= força de gravidade da Terra), temperaturas de até 1.100º C por uma hora, e pressão aquática em profundidades de até 6.000 m.

Proteção de alumínio - existe uma fina camada de alumínio em volta da pilha de cartões de memória.

Isolamento contra altas temperaturas - este material feito de sílica seca tem 2,54 cm de espessura e fornece proteção térmica contra altas temperaturas. É isso que mantém as placas de memória a salvo durante incêndios pós-acidentes.-

Cobertura de aço inoxidável - o material de isolamento contra altas temperaturas fica dentro de um compartimento de aço inoxidável com aproximadamente 0,64 cm de espessura. O titânio também é usado para criar esta blindagem.

Se a caixa preta dos aviões são indestrutiveis, por que não constroem o avião com o mesmo material?

Calma a Física explica tudo...

Se o avião fosse construido do mesmo material da caixa preta, iria ser muito mais pesado, consumiria muito mais combustível... ainda que o avião resista a um possivel impacto, os seus tripulantes não resistiriam a esse impacto. Na brutal desaceleração, o que mata não é o primeiro choque mas o segundo que é o impacto do passageiro contra os assentos e partes fixas e móveis do interior da aeronave, caso fossem instalados cadeiras e cintos suficientes para conter esse impacto, os passageiros morreriam da mesma forma , pois seus orgãos internos se romperiam diante de tão brutal desaceleração e dissipação de energia adquirida no choque.

Então não deixem de visitar o Blog do Teatcher!

terça-feira, 24 de julho de 2007

Meu Modesto Trabalho Sobre a Enchente de 1969



Galera como prometi, aí está, boa parte do que vocês podem saber sobre a enchente de 1969 em nossa amada São José da Laje e suas repercussões para a atualidade!

Ser Professor de História é uma tarefa gostosa, então provem deste manjar produzido com carinho...

Cliquem no link: SÃO JOSÉ DA LAJE: REVIVENDO MEMÓRIAS DA ENCHENTE DE MARÇO DE 1969


Só um lembrete: O site onde o arquivo está hospedado está em inglês, então na página que se abrirá procurem onde está escrito "don't like waiting", em menos de 30 segundo aparecerá neste local todas as informações sobre o arquivo, e a inscrição "downloand file" bom aí vocês devem clicar, na próxima janela que se abrirá escolham "dowloand" e salvem na janela que se abrirá em seu navegador! Pronto assim que terminar pode ler. É grátis.


Caso não consigam baixar podem procurar na Biblioteca Municipal Fernando Galvão de Pontes, que fica na Av. da Saudade, SN, em São José da Laje, pois a a partir do dia 20 de agosto já estará lá a versão impressa, aos cuidados do nosso amigo Maspuller (Márcio).

domingo, 22 de julho de 2007

Finalmente a colação de grau!



Agora faço parte dos 9% de brasileiros com instrução de 3º grau (nível superior), felizmente escolhi a carreira que me ajudará a elevar este número entre jovens de 15 a 24 anos, no Brasil, imagine que na Argentina "los hermanos", nossos fregueses no futebol, esta percentagem chega a mais de 30%.
Somos um povo habitante num país de muita riqueza mas somos pobres e o Estado não possui instrumentos eficazes para melhorar esta situação. Mas tudo começa a partir de nossas ações cotidianas. O parlamento federal é um espelho dessa sociedade hipócrita e sem opinião independente, onde um pobre que rouba uma galinha é preso, pisoteado, condenado e cumpre a pena mas o bandido que tira a comida e a esperança de dias melhores das mãos de milhares de pessoas, inclusive do ladrão de galinha, é um doutor, no mínimo "corrupto", e isso neste país não é encarado como ROUBO!
É um absurdo que sejamos cúmplices desses ladrões, chamando-os de salvadores da pátria, dando-lhe milhões de votos e todo o poder para acabarem com nossas vidas em nome de seus próprios interesses!
Ladrões, ladrões, ladrões, eu estou na contramão de seus planos! E vou ajudar, conforme juramento que fiz quando recebi meu diploma que "serei ético" como profissional atuante, como um verdadeiro Professor de História!
E ser ético vai além comparecer às aulas, passa por mediar o aluno na busca pelo conhecimento histórico como princípio para se entender as questões sociais e econômicas do mundo onde vivemos, ainda produzir conhecimento. Passar 4 anos num curso e não produzir nada além do TCC, é fogo!
O TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) deveria ser o primeiro trabalho produzido pelo futuro Professor de História. O campo para o ensino, a pesquisa e a busca pelo conhecimento está aberto, vamos em busca!
E vai aí a prova disso tudo!

sexta-feira, 13 de julho de 2007

Cabaré Municipal

Navegando pela Net, mais preciamente na comunidade "Colônia de Leopoldina", no Orkut, encontrei este brilhante poema matuto (cordel) onde o autor fala do rumo que algumas cidades distantes, excetuando-se aí toda e qualquer semelhança com São José da Laje e Colônia, pq nestas cidades nós todos somos detentores de um parlamento municipal bem atuante...



LITERATURA DE CORDEL

Cabaré Municipal



Morro e não me acostumo com esse grave defeito

Que é muito vereador sem um pingo de respeito

Fazer da alma bagulho e vendê-la pra o prefeito


Vereadores refulengos cheio de nove hora

Arrotando pabulagem se fazendo de caipora

Mas que não valem a titica que a galinha bota fora


Tem até vereador com cara de bicho bruto

Que se finge de honesto mas no fundo é só produto

Só falta rodar bolsinha pra virar um prostituto


Outros são tão covardes que não entram numa briga

Só vivem parasitando feito verme de lombriga

Até parecendo que é do prefeito rapariga


Alguns são cachorrinhos daqueles que a gente vê

Cumprindo bem direitinho o que o dono manda fazer

Ganhando somente em troca um osso duro pra roer


Sem falar naqueles outros que não valem um vintém

Que só sabem cumprir ordem dizendo sempre "amém"

Não tendo sequer moral pra falar mal de ninguém


Vereador tem que lutar pela defesa de seu povo

E não ser puxa-saco xeleléu ou baba-ovo

Nem ser mole feito bosta de qualquer patinho novo


É por gente dessa laia que se vende por dinheiro

Que tem município por aí de políticos maloqueiro

Que a Câmara do local mais parece um puteiro


Autor: ROBERTO OMENA



Certamente este brilhante autor merece um prêmio por sua obra de cordel.

Essa língua mágica que o Nordeste usa em poesia para se expressar...

Mas acho que é pura ficção por que a imensa maioria dos parlamentos municipais brasileiros não se comportam assim. Vivem cheios de vereadores "atuantes", com projetos de lei cada vez mais lembrados pelo povo (vc lembra de qual vereador foi aquele projeto polêmico que melhorou a vida da sua cidade?).

Ora o Roberto Omena merece um prêmio de melhor poema de cordel e ficção da década. Numca ninguém expressou tão bem a atuação parlamentar dos vereadores de países distantes como a Bélgica ou a Holanda. Nossa se tívessemos vereadores assim nas nossas cidades... Onde iríamos parar ainda bem que não há nem sombra de gente assim em São José da Laje ou Colônia de Leopoldina, é tudo invenção!


Observação: Qualquer semelhança com a realidade é pura ficção!

Fonte: Comunidade Debate Político Leopoldinense.





terça-feira, 3 de julho de 2007

Sexo a Europa

Loucura, zuando no "You Tube" encontrei uma propaganda interessante sobre o cinema "romântico" europeu. Reproduzo aqui citação colhida no site da BBC Brasil: "(...)Entitulado "Film Lovers Will Love This!" ("Amantes de Filmes Vão Adorar Isto!", em tradução livre) ele mostra homens e mulheres fazendo sexo de formas diferentes e em lugares diferentes.

Partidários dizem que comemoram o cinema europeu, mas outros consideraram-no "pornográfico".

O parlamentar europeu conservador pela Grã-Bretanha, Chris Heaton-Harris, disse que a Comissão Européia (órgão executivo da União Européia) está desperdiçando o dinheiro dos contribuintes.

"Eles têm um problema de imagem, mas eu acho que juntar rapidamente 44 segundos de pornografia leve na internet não é um jeito brilhante de resolver isso", afirmou (...)"

Ah, o filme não poderia faltar aqui não é? Então assiste aí...

">

domingo, 1 de julho de 2007

Quem sou eu?


Realmente um cara esforçado e sonhador, dono do mundo, pois é, o mundo é uma realização dos vários sonhadores, com a permissão do sonhador maior, Deus o criador, é claro.
Sou funcionário público desde 1999, tive uma melhora na carreira pública em 2005, quando fui convocado para tomar posse num cargo (polícia civil da Paraíba) e num emprego público (empresa estatal), tendo optado pela estatal, pelo simples motivo de ter ficado em casa.
Ingressei em 2001 no curso de Licenciatura em História da Universidade Federal de Alagoas, depois em 2005 no curso de Licenciatura em Química da UFRN (a distância) e em 2006 no curso de Bacharelado em Administração de Empresas, também na UFAL.
Já fui vendedor ambulante, Agente Comunitário de Sáude do PSF (de 1999 até 2005).
Considero-me uma pessoa resolvida na vida.

Finalmente terminei o curso...



Galera, finalmente terminei o curso de Licenciatura em História, pra mim e talvez pra muita gente este curso foi uma surpresa. Aprendi muito sobre o porque das coisas, os tais porquês que toda criança de 4 anos ama. Fiz o meu Trabalho de Conclusão de Curso, o TCC ou como outros preferem a Monografia mês passado. Falei sobre a Enchente de 1969 em São José da Laje (depois posto o link pra baixar). A foto da capa é esta igreja inclusa nesta postagem, foi construída em 1810. Mas antes de colocar aqui o link para "São José da Laje: Revivendo Memórias da Enchente de Março de 1969", vcs podem conferir um pouca sobre o que fala minha monografia clicando aqui. e lendo uma matéria no site da Revista Caminhos da Terra. Mas a grande foto com a galera da turma não poderia faltar não é?
. E a grande foto com a galera da turma não poderia faltar não é?