sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Chuva de Pedra em São José da Laje!


Acredite se puder. Aos 27 anos eu vi chuva de pedra na tarde de ontem em São José da Laje. Durante mais de 40 minutos de chuva intensa, até granizo (pedra de gelo) caiu sob o território lajense nesta quinta-feira. A chuva forte alagou casas e ruas, o vento forte derrubou árvores e destruiu telhados na zona urbana e rural, até o "pé de Genipapo" do Cemitério foi danificado pelo vento forte da imensa trovoada.


Em mais de 40 minutos de chuva forte em São José da Laje, a cidade ficou banhada de lama e os prejuízos no comércio foram expressivos. Na loja Laura Baby no Novo Centro Comercial o teto foi bastante danificado, tendo entrado água pelo forro da loja. Igualmente aconteceu com o 2º andar do prédio da Farmácia do Povo 2, que praticamente voou pelos ares com o vento forte.

No cemitério da cidade, o famoso "Genipapo" não agüentou o vento e parte de sua copa cedeu sobre as catacumbas dos membros falecidos da maçonaria.

Árvores caíram por toda cidade, muitas frutas foram jogadas, ainda verdes pelas estradas.

Muitas casas foram destelhadas mas não há notícias de vítimas.

Os raios também assustaram, numca vi algo assim. Meu filho de 4 anos então... Certamente a maior tempestade vista na vida dele... Na minha, nesse topo dos 27 anos foi a única que me assustou. Não saí de casa. De Rio Largo a União dos Palmares já morreram 3 esta semana vítima de raios.

Pela manhã trabalhadores da prefeitura limpavam a cidade removendo a lama e limpando as valas e boeiras.

Quem tinha areia e terra na porta tentado construir ou reformar sua casa, teve todo o material levado pela água.

2 comentários:

Anônimo disse...

É admirável realmente chuva de pedra em São José da Lage. Muito embora,por volta de 1969, quando tinha 09 anos de idade tenha vista algo parecido no Sítio Camaratuba,na Usina Serra Grande. Vi coisa parecida quando morei no Rio Grande do Sul. Agora estou de volta ao Rio de Janeiro, para imigrei aos 13 anos de idade.

NAL. disse...

É imprecionante o que aconteceu, morei no sitio Ideal da Usina Serra Grande durante 19 anos e nunca vi coisa parecida.
Sai de Alagoas em 1999, estou morando no estado do Parana em uma cidade igual a Laje, chamada de paiçandu, aqui é normal chuva com pedras,este ano, ouve casos em cidades visinhas que as pedras eram do tamanho de um ovo de galinha, destruiu muitas casas tambem.
MEU NOME É NAL FILHO DE JOÃO DORICO MUITO CONHECIDO NA CIDADE E NOS SITIOS IDEAL,COMPO NOVO,MULUNGU,VALPARAIZO,BAIXO BUZERAT,ETC.
SE CONHECER ALGUEM QUE ME CONHEÇA DA LEMBRAÇAS MINHAS TCHAL, NOS FALAMOS.