terça-feira, 12 de maio de 2009

Ricardo Valença é escolhido pelo PT para assumir Educação

Um lajense no comando da Educação de Maceió!

O presidente estadual do Partido dos Trabalhadores, Ricardo Valença, 52, foi o indicado pela agremiação para assumir a Secretaria Municipal de Educação. O nome de Valença saiu depois de uma reunião com a base do partido. Internamente, o PT discutiu – além do nome de Valença – os nomes do ex-vereador Thomaz Beltrão e da sindicalista Lenilda Lima, mas prevaleceu a indicação do presidente estadual do partido.

Neste momento, Ricardo Valença se encaminha para uma reunião com o prefeito de Maceió, Cícero Almeida (PP), para que este referende o nome indicado pelo Partido dos Trabalhadores. Com a indicação do PT para a pasta da Educação, se amplia a aliança formada pelos partidos que integram a base do Governo Federal.

Além do PT, marcham junto com Cícero Almeida no Executivo municipal o PDT, o PTB, o próprio PP do prefeito.



Que é ele?

Ricardo Valença é funcionário de carreira da Funasa, pertence à corrente da articulação e assume a Educação em meio a uma turbulência na pasta, que teve início com a saída do ex-secretário Tadeu Lira. Depois da saída de Lira, o cargo foi assumido pelo ainda secretário Sérgio Vilela, que havia deixado a pasta da Administração de Cícero Almeida.

O prefeito colocou – na manhã de hoje – que não se trata de uma composição política, mas sim de uma abertura de alianças que buscam um alinhamento com a base do Governo Federal. O mesmo discurso foi adotado pelos petistas. O presidente municipal do PT, Gino César, salientou que o PT vai para a administração municipal para ser parceiro. “Estamos juntos para construir com o prefeito em toda a administração. O PT passa a ter o bônus e o ônus da administração”, colocou César.
O futuro secretário Ricardo Valença colocou que só se pronunciaria sobre o assunto após a reunião com o prefeito de Maceió. Valença é odontólogo por formação e funcionário de carreira da Fundação Nacional de Saúde, onde exerceu a coordenação geral.
Minha Opinião
Como eu não sou papagaio de marinheiro que só repete o que se fala, vai aí minha opinião:
Não fosse a história de Ricardo Valença dentro do PT e seu poder de articulação junto as esferas superiores do partido, certamente não ocuparia este lugar na administração municipal de Maceió. Isso nos remonta a um projeto bem formulado para 2010, ou será 2012 uma vez que sua esposa assumiu e é aqui em São José da Laje a secretaria de saúde no governo do atual prefeito Marcio Lyra (Dudui)?
Muito me alegra ver um lajense obter sucesso em sua vida pessoal e profissional e o senhor Ricardo Valença muito nos orgulha.
Porém nas fileiras de luta do PT, partido que tem o meu voto incondicional nas eleições presidenciais de 2010 existem muitas outras personalidades ligadas a área de educação e que seriam igualmente excelentes nomes, uma vez que melhor personalizados na luta do magistério alagoano.
Será que a luta não será por demais pesada? Bem isso quem decidirá será o povo de Maceió e de Alagoas em 2010.
Acredito em sua capacidade de articulação como diferencial mas ser oposição não é a mesma coisa que ser governo, o PT já viu isso na prática, agora é a vez do PT de Alagoas (finalmente decidindo crescer e se tornar um partido forte aqui em AL) sentir isso na pele.
Boa sorte Ricardo Valença, o homem que persevera alcançara a vitória nos seus planos!
Segundo Gino César presidente do diretório municipal do PT (em Maceió):
"Assumindo este grande desafio, também assumimos um grande ônus porque fomos oposição no último pleito municipal. Vamos contribuir tecnicamente, de forma independente, mas com a concepção petista, assumindo responsabilidades e primando pela transparência.
Não aceitaremos, por exemplo, que digam que determinado problema não é nosso, porque a pasta não nos pertence", avaliou Gino.
Para o dirigente, se a escolha de Ricardo Valença à Educação fosse uma forma de compensar a derrota em outubro passado, o PT teria decidido pelo nome do ex-vereador Thomaz Beltrão - que ficou incumbido, pelo PT, de indicar o sub-secretário.
Palavras de Ricardo Valença:
Já o novo secretário afirmou que irá trabalhar para fazer da sala de aula 'o reflexo da família'."Não dá mais para aceitarmos que, a cada 100 pessoas assassinadas, 17 sejam jovens. Vamos dizer como recebemos a pasta e traçar metas", comentou Ricardo Valença, ao ser indagado sobre auditoria, iniciada pela Prefeitura, nas contas da Educação, onde a suspeita de 'rombo' chegaria a R$ 7 milhões.

Foto: Alagoas24horas e Gazetaweb.com



Nenhum comentário: